Mulher estudandoPraticamente todos os vestibulares federais e o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) exigem que um aluno faça uma redação como critério de avaliação para ser aprovado. A maioria das vezes a opção escolhida é a dissertação baseada em introdução, desenvolvimento e conclusão. Além de tomar cuidado com a gramática, é importante que o estudante argumente em relação ao assunto proposto.

Proponha e opine de acordo com o seu conhecimento e evite inventar ou falar sobre o que não sabe. Opine e evite escrever um texto apenas informativo. Um candidato ao vestibular de uma universidade deve ser capaz de opinar e refletir sobre um assunto para atrair o interesse do leitor e do avaliador do vestibular.

Para ter um bom desempenho no ENEM e nos vestibulares, é preciso tornar a leitura um hábito e praticar bastante a escrita. Leia editoriais e artigos de opinião encontrados em jornais e revistas. Não tente emitir uma opinião que não concorda para agradar a banca de avaliação. Seja autêntico acima de tudo.

- Faça o Download da Prova do ENEM 2012, disponibilizado pelo InfoEnem.

Dicas para Redação do Vestibular

  • Evite períodos longos para que seu texto fique mais claro e menos confuso;
  • Evite usar frases curtas que deem a impressão de que você deixou o assunto inacabado;
  • Ambiguidade no texto;
  • Leia o que a universidade propõe e não fuja do tema para evitar que sua redação seja desclassificada;
  • Se estão pedindo uma dissertação não faça uma narração ou descrição. Foque no gênero solicitado porque discrepâncias podem ser penalizadas com a nota zero;
  • Evite temos comuns e chavões;
  • Faça sempre uma redação coesa e coerente;
  • Escreva, escreva e escreva. Só assim você poderá ver erros gramaticais e de concordância que você costuma cometer no dia a dia. Corrija-os para que no dia do vestibular isso não seja motivo de perda dos pontos;
  • Não use as gírias de forma nenhuma, mesmo com o uso das aspas. Elas empobrecem seu texto;
  • Escreva de maneira legível e se sua letra é incompreensível treine até conseguir escreve um texto que seja lido de forma fácil por outra pessoa.

Redação para o Enem

O Ministério da Educação divulgou em 2012 um guia para os estudantes que se inscreveram na edição 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio. Em aproximadamente 50 páginas o órgão divulga informações sobre a correção da redação do ENEM. A nota da redação vai de 0 a 1000 e o resultado é obtido com a soma das duas notas dadas por dois avaliadores distintos. São cinco competências cobradas com 200 pontos para cada uma.

Há também informações sobre a discrepância de notas entre os avaliadores e quando for acima de 200 pontos na nota final ou mais de 80 pontos por competência será chamado um terceiro avaliador. Este por sua vez terá sua nota considerada como definitiva.

Quando uma redação do Enem recebe zero?

- Quando fugir totalmente ao tema;

- Não seguir à estrutura dissertativo-argumentativa;

- Textos com até 7 (sete) linhas;

- Desenhos e impropérios na redação;

- Desrespeito aos direitos humanos;

- Folha da redação em branco mesmo que o candidato tenha preenchido o rascunho.

Competências para Redação do Enem

Para pontuar uma redação os avaliadores seguem níveis de pontuação que vão desde o zero até 200. As competências cobradas são:

Competência I: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita

Na língua portuguesa não escrevemos como falamos e muitas vezes palavras de uso informal podem ser usadas na redação e causar a perda de pontos preciosos. Organize seu texto com as regras de pontuação obedecendo a respiração de quem lê sua redação. Diversifique seu vocabulário com frases claras e objetivas.

Requisitos para um texto dissertativo-argumentativo:

- ausência de marcas de oralidades e de registro informal;

- precisão vocabular;

- obedecer as seguintes regras gramaticais:

- grafia das palavras;

- concordância nominal e verbal;

- divisão silábica na mudança de linha;

- emprego de letras maiúsculas e minúsculas;

- flexão de nomes e verbos;

- acentuação gráfica;

- grafia das palavras;

- pontuação;

- colocação de pronomes átonos.

Competência II: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo

Essa segunda competência se refere a compreensão do aluno sobre o tema proposto e o desenvolvimento do texto com base no conhecimento adquirido por ele para auxiliar no desenvolvimento do tema. Você deve escrever uma redação para o ENEM que defenda uma tese com argumentos suficientes para manter essa opinião.

São fornecidos textos motivadores que deverão ser lidos pelos candidatos para auxiliar na produção do texto. No entanto, não copie trechos desses textos e não se prenda totalmente as ideias abordadas por eles.

Competência III: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

A terceira competência está relacionada a forma com que o candidato interpretou e organizou as informações, argumentos e opiniões para defender sua tese. É nessa etapa que o avaliador irá verificar a coerência do texto e a capacidade do seu leitor de ler e interpretá-lo.

Competência IV: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção de argumentação

Uma redação é formada por uma estrutura de ideias e o texto é o resultado desse conjunto de ideias relacionadas em torno da sua tese. Essa competência refere-se a estrutura lógica do texto e a continuidade das ideias para que sua redação seja coesa e tenha períodos e parágrafos estruturados.

Competência V: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos

Na última competência avaliada o candidato deve apresentar uma proposta de solução para o problema apresentado. Essa solução deve ser baseada também em cada argumento utilizado no seu texto. Essa proposta deve ser bem explicada para o leitor assim como a forma para que ela seja executada. Essa proposta deve ser baseada com base em seus conhecimentos e respeitando a diversidade cultural, a liberdade e a cidadania.